»Home »Notícias: Notícias apdi

NOTÍCIAS

NOTÍCIAS APDI

----- Consigne o seu IRS à APDI ---- NIF 503454311

05-04-2021

Sabia que até dia 30 de junho pode fazer o seu IRS consignando 0,5% à APDI?
Para tal, basta colocar o nosso NIF 503454311 e com este pequeno gesto, sem custos para si, está a ajudar-nos.
Com o seu apoio podemos prestar mais e melhor aconselhamento a pessoas que sofram de Doença de Crohn e Colite Ulcerosa; garantir a melhoria e o alargamento dos cuidados médicos ambulatórios; promover a difusão de informação sobre a Doença Inflamatória do Intestino (DII) junto da população em geral e também promover com ainda mais afinco a investigação sobre as causas e tratamento desta doença; cooperar com a classe médica, pessoal de enfermagem e demais profissionais de saúde, indústria farmacêutica, serviços e entidades públicas. São estes os nossos objetivos.

Como fazer?
2. Premir “IRS” + Aceder
3. Autenticar-se com NIF + Senha
4. Premir “Entregar Declaração”
5. Premir “Entregar a 1ª Declaração” + Preencher Declaração
6. Escolher Ano “2020”
7. Selecionar uma das opções de apresentação
8. Pressionar no menu lateral esquerdo o quadro 11 “Consignação de 0,5% do IRS” do menu “Rosto”.
9. Selecionar “instituições particulares de solidariedade social ou pessoas coletivas de utilidade pública (art.º 32.º, n.º 6, da Lei n.º 16/2001, de 22 de junho)”
10. Colocar no campo NIF – 503454311
11. Colocar uma cruz em IRS
12. Gravar

O que é a consignação do IRS?
Consiste em encaminhar 0,5% do IRS liquidado (imposto cobrado pelo Estado depois de abatidas as deduções à coleta) a uma entidade elegível para esse efeito.
A consignação de 0,5% do IRS liquidado não implica qualquer encargo para si. É um gesto solidário gratuito. O Estado é que terá de encaminhar da sua parte do bolo que recebeu 0,5% para a APDI. Você recebe sempre o valor que iria receber se não colocasse o nosso NIF.
Pode ainda consignar a dedução do IVA suportado mas, nesse caso, prescindem desse abatimento no IRS, entregando-o como donativo.
Obrigada pelo seu apoio.

Como viver com uma colite ulcerosa e uma ostomia?

16-02-2021

Viver com colite ulcerosa é muitas vezes doloroso e deixa as pessoas esgotadas. As terapêuticas têm datas marcadas. Os exames são para fazer sempre. Às vezes há internamentos prolongados e as cirurgias podem acontecer. Mas o mundo não acaba. O que muda são as regras do jogo.

O último episódio da terceira temporada de “Dar a Volta à DII” tem uma nota de esperança. Vamos descobrir como é possível continuar a vida mesmo que uma colite ulcerosa e uma ostomia nos façam mudar os comportamentos e atitudes do dia-a-dia. 

Para isso contámos com a participação de Lígia Dias, pessoa com colite ulcerosa e que foi ostomizada. Um testemunho que é uma lição de vida.

Veja a entrevista na íntegra aqui.

Se quiser ver todos os episódios anteriores, aceda ao canal APDI no YouTube.

Saiba tudo sobre a vacina contra a COVID-19

11-02-2021

A pandemia por COVID 19 causou, globalmente, mais de dois milhões de mortos. As medidas de controlo sanitário implementadas têm permitido desacelerações temporárias na taxa de propagação, mas apenas uma campanha de vacinação abrangente poderá permitir o controlo definitivo por todos desejado. 

Felizmente, os progressos científicos das últimas décadas permitiram a rápida caracterização do agente viral em causa e o desenvolvimento, em tempo recorde, de várias vacinas. 

A APDI, em colaboração com o Grupo de Estudo da Doença Inflamatória Intestinal (GEDII) preparou um documento que responde a todas as perguntas e inquietações que podem surgir às pessoas com Doença Inflamatória do Intestino (DII) em relação à vacina contra a COVID-19. 

A campanha de vacinação que se avizinha deve ser encarada com confiança e como a melhor oportunidade para debelar a pandemia que a todos oprime. É, porém, facilmente compreensível que a condição de portador de uma patologia inflamatória crónica, com tratamento com medicamentos imunossupressores, levante algumas dúvidas. 

Neste texto tenta-se dar resposta às questões mais frequentemente levantadas. 

Vacina contra COVID 19 (SARS-COV-2) / 215 KB

» Download

Consultas de apoio nutricional | Consultas de apoio psicológico

01-02-2021

Consultas de Apoio Nutricional 
São à 6ª feira, entre as 9h e as 12h.
Durante o período de contingência do COVID-19, o apoio nutricional será prestado por Web.
A marcação deverá ser efetuada através dos contactos da APDI 932 086 350 ou geral@apdi.org.pt .
A Nutrição tem uma importância especial para os portadores de Doença Inflamatória do Intestino (DII), já que, por um lado estas doenças têm tendência para a desnutrição e, por outro, a boa nutrição é essencial para que o organismo possa recuperar e manter a saúde. Assim, é fundamental que os Doentes de Crohn e de Colite Ulcerosa estejam conscientes de que fazer uma dieta completa e equilibrada é importante para a DII.

Consultas de Apoio Psicológico
No Porto:
3ª feira e 5ª feira, entre as 10h e as 13h através de marcação junto da APDI.
Em Lisboa:
5ª feira de tarde, através de marcação junto da APDI.

Durante o período de contingência do COVID-19, o apoio nutricional será prestado por Web.
A marcação deverá ser efetuada através dos contactos da APDI 932 086 350 ou geral@apdi.org.pt.

Viver com uma Doença Inflamatória do Intestino (DII) não é fácil. Tanto a Doença de Crohn como a Colite Ulcerosa obrigam a alterações na vida e no dia-a-dia que podem ser difíceis de integrar. Numa consulta de Psicologia poderá explorar as suas dúvidas e os seus receios num ambiente compreensivo e especializado. Vai poder, com o Psicólogo, desenvolver novas ferramentas e soluções para os desafios da DII.

Quais os riscos da ostomia?

19-01-2021

A ostomia é um procedimento cirúrgico que gera muita angústia no momento de tomar a decisão. Mas na colite ulcerosa, pode ser uma solução para melhorar a qualidade de vida. 
 
Esta é uma intervenção que obriga à presença de um cirurgião e de um gastrenterologista, e que podem ser elementos muito importantes na explicação do procedimento e no futuro da vida da pessoa ostomizada, não esquecendo também o papel fundamental da enfermeira estomoterapeuta. 

Para falar sobre este tema, que continua a provocar tantos receios nas pessoas com DII, o novo episódio de “Dar a Volta à DII” contou com o contributo do Dr. Pedro Correia da Silva, reputado cirurgião, que nos vai ajudar a compreender as características que rodeiam a ostomia e o que se segue na vida das pessoas com DII. 

Veja a entrevista na íntegra aqui.

Se quiser ver todos os episódios anteriores, aceda ao canal APDI no YouTube.