»Home »Notícias: Notícias apdi

NOTÍCIAS

NOTÍCIAS APDI

Lançamento do 2.º capítulo do guia TAKEDA/APDI sobre a doença de Crohn fistulizante

23-07-2021

Depois de divulgarmos o primeiro capítulo do guia digital da TAKEDA, disponibilizado em parceria com a APDI, com conselhos úteis para todas as pessoas com fístulas na doença de Crohn (DC), partilhamos hoje o segundo capítulo. 

Este guia está dividido em oito capítulos distintos, e o tema deste segundo é a fadiga, que representa um sintoma extremamente comum da DC. Caso experiencie este sintoma, existem várias formas eficazes de gerir esta condição, como demonstramos nesta parte do guia digital.

Explicamos o que é a fadiga, damos várias dicas de estratégias para superar este sintoma, e deixamos ainda outra mensagem importante: é que se sentir fadiga não foi a primeira pessoa com DII a passar por isto. Siga os nossos conselhos para um maior bem-estar com a sua DII.

Leia tudo no segundo capítulo do guia digital, disponível aqui.

 

Doença de Crohn fistulizante - Capítulo 2: Fadiga / 336 KB

» Download

Como lidar com uma fístula perianal?

21-07-2021

Falar dos nossos problemas nem sempre é fácil. E contar os problemas de saúde relacionados com o foro intestinal, principalmente os da Doença Inflamatória do Intestino (DII), ainda é mais difícil. 

Imaginem agora como pode ser a confrontação desta realidade com o fato de se saber que se tem uma fístula perianal. 

Hoje em “Dar a Volta À DII” vamos escutar, na primeira pessoa, o relato de alguém que conhece bem esta realidade, porque a tem vivido há vários anos.

Luís Melo vive com Crohn há mais de três décadas, tendo sido diagnosticado aos dezasseis anos. E esteve à conversa com Marina Caldas sobre como é viver com fístulas perianais. É um exemplo de como dar a volta à DII.

Veja a entrevista na íntegra aqui.

Se quiser ver todos os episódios anteriores, aceda ao canal APDI no YouTube.

O que são as fístulas perianais?

15-06-2021

As fístulas perianais estão muito presentes na Doença Inflamatória do Intestino (DII), particularmente nas pessoas que vivem com Doença de Crohn. O aparecimento de sangue ou pus durante as dejeções são apenas alguns dos sintomas a que se deve estar atento, porque estes sinais podem indicar que se está presente um trajeto (túnel anormal) para a pele do canal anal e tem de ser tratada. 

O novo episódio de “Dar a Volta à DII” é dedicado a este tema complicado para as pessoas com doença de Crohn, mas que deve ser analisado tendo em conta todas as informações. Nada melhor, por isso, do que contar com uma pessoa especialista nestas temáticas: tivemos a presença da Presidente do GEDII (Grupo de Estudos da Doença Inflamatória Intestinal) e gastrenterologista Paula Ministro.

Veja a entrevista na íntegra aqui.

Se quiser ver todos os episódios anteriores, aceda ao canal APDI no YouTube.

Participe no questionário - Percepções e Segurança da Vacina COVID-19

09-06-2021

A pandemia da COVID-19 afetou a vida de todos. A capacidade avassaladora de transmissão do vírus SARS-CoV-2 obrigou a que fossem tomadas medidas de saúde pública à escala global. A comunidade científica prontamente iniciou esforços para o desenvolvimento de uma vacina.

Antes de serem aprovadas, as vacinas contra a COVID-19 são submetidas a ensaios clínicos, com múltiplas fases subsequentes que permitem validar a sua eficácia e segurança. Mas os doentes imunossuprimidos, como os de Doença Inflamatória do Intestino (DII), não se encontram  bem representados nos programas de ensaios clínicos desenvolvidos, e por isso, muitas questões relacionadas com a segurança e eficácia neste tipo de doentes carecem de informação, apesar da sua relevância clínica.

Para saber mais, a EFCCA convida todos os cidadãos europeus que já receberam a vacina contra a COVID-19 a preencherem este questionário, que tem como objetivos principais apurar as perceções da pessoa com DII, a sua aceitação, possíveis efeitos adversos e sintomas. 

Desta forma  apelamos ao preenchimento  do questionário pelas pessoas que vivem com DII que já tenham recebido a vacina contra a COVID-19. O questionário é anonimizado e os dados são recolhidos de forma segura.

Se desejar participar basta seguir o link: https://redcap.link/covid19vaccineibd_pt 

A alimentação influencia ou não a colite ulcerosa?

18-05-2021

Muitas pessoas com colite ulcerosa pensam que quando uma crise aparece a culpa é da alimentação. Mas quando as dúvidas sobre o que comer no nosso dia-a-dia se instalam e não sabemos se devemos ou não mudar a nossa dieta alimentar, o melhor é procurar a ajuda especializada da(o) nutricionista. Ele tem todas as respostas que as pessoas com DII querem encontrar.

É por isso que o episódio de Maio de “Dar a Volta à DII” conta com a participação da nutricionista Carla Guimarães, que tem colaborado com a APDI ao longo dos últimos anos.

Na entrevista de hoje serão abordados temas que são caros às pessoas com DII: a importância da alimentação e das dietas alimentares, e quais os alimentos que se podem comer e os que devem ser evitados quando se tem esta DII. 

Veja a entrevista na íntegra aqui.

Se quiser ver todos os episódios anteriores, aceda ao canal APDI no YouTube.