»Home »Notícias: Notícias apdi

NOTÍCIAS

NOTÍCIAS APDI

Dispensa de medicamento hospitalar na sua farmácia de rua

22-04-2020

A APDI integrou a Operação Luz Verde - dispensa de medicamentos hospitalares em farmácias comunitárias e ao domicílio, que irá decorrer até final de Maio.
Em que consiste?
Vamos coordenar com outras entidades e fazer chegar o seu medicamento, que ia levantar ao hospital, até à farmácia de rua mais próxima de si ou, caso seja necessário, até sua casa.
O que é a Operação Luz Verde?
“É uma resposta articulada entre os profissionais de saúde (farmacêuticos, médicos e administradores hospitalares) e os players do sector do medicamento (hospitais, distribuidores farmacêuticos e farmácias comunitárias), com o apoio da Ordem dos farmacêuticos e da Ordem dos médicos, para garantir a dispensa, em farmácia comunitária ou no domicílio, de medicamentos habitualmente cedidos em contexto de ambulatório hospitalar. “
Caso não pretenda fazer este processo com a APDI poderá recorrer diretamente à linha 1400, ou contactar o hospital, mas neste caso a APDI não acompanhará o processo, e poderá a sua chamada/e-mail sobrecarregar o sistema.
Como fazer para solicitar o acompanhamento da APDI?
Basta enviar um e-mail para medicamentohospitalar@apdi.org.pt  com pelo menos 2 semanas de antecedência, se possível.
Os e-mails rececionados até às 16:30 horas (dia útil) são tratados no próprio dia. Depois dessa hora serão tratados no dia útil seguinte.
Enviaremos sempre um e-mail a confirmar o envio dos seus dados para a LAF (Linha de Apoio ao Farmacêutico). Caso não receba um e-mail da APDI até ao dia seguinte a nos ter enviado o e-mail contacte-nos para o 932086350.
Esteja atento ao seu e-mail pois em caso de alguma dúvida esse será o meio de comunicação preferencial que a APDI irá utilizar.
Formato do e-mail? Seguir modelo de formato em PDF anexo.

E-mai medicamentos hospitalares / 189 KB

» Download

Tenho anemia ou deficiência de ferro?

21-04-2020

A deficiência de ferro pode ocorrer como resultado de uma ingestão inadequada do nutriente, má absorção, perda crónica ou aumento da procura pelo organismo. Por sua vez, a deficiência de ferro é uma das causas mais comuns de anemia. E os doentes de DII por vezes têm anemia.
Neste novo episódio distinguimos a deficiência de ferro e a anemia com a ajuda de Carina Cruz. A enfermeira explica-nos que sinais não devemos perder de vista e ilustra-o com uma história de um utente com Doença Inflamatória do Intestino que acompanhou, um episódio que demonstra bem a importância da detecção precoce da doença.
Pode ver o novo episódio de Dar a Volta à DII no nosso canal de YouTube.

Perguntas com Resposta sobre a Covid-19

17-04-2020

O surgimento de um novo vírus e de uma nova doença paralisou o mundo, mas nunca a ciência. Perante o SARS-CoV-2 e a doença associada a que nos referimos como Covid-19 a EuropeanCrohn'sandColitisOrganisation (ECCO) sugeriu reunir um grupo de gastroenterologistas com especial interesse em Infeções Oportunistas e especialistas em doenças infecciosas para disponibilizar regularmente orientações aos médicos da comunidade ECCO.
As orientações da ECCO não substituem porém as recomendações das autoridades de saúde nacionais, devendo ser consideradas como informações adicionais. O documento que aqui disponibilizamos tem o formato de entrevista, tendo sido revisto pelo Grupo de Trabalho Covid-19 ECCO.
Mantenha-se em casa e bem informado, visite o Facebook e o Instagram da APDI porque temos disponibilizado respostas às perguntas mais prementes e frequentes nesta fase de isolamento social.

ECCO Covid19 - entrevista 5 / 245 KB

» Download

----- Consigne o seu IRS à APDI ---- NIF 503454311

07-04-2020

Sabia que até dia 30 de junho pode fazer o seu IRS consignando 0,5% à APDI?
Para tal, basta colocar o nosso NIF 503454311 e com este pequeno gesto, sem custos para si, está a ajudar-nos.
Com o seu apoio podemos prestar mais e melhor aconselhamento a pessoas que sofram de Doença de Crohn e Colite Ulcerosa; garantir a melhoria e o alargamento dos cuidados médicos ambulatórios; promover a difusão de informação sobre a Doença Inflamatória do Intestino (DII) junto da população em geral e também promover com ainda mais afinco a investigação sobre as causas e tratamento desta doença; cooperar com a classe médica, pessoal de enfermagem e demais profissionais de saúde, indústria farmacêutica, serviços e entidades públicas. São estes os nossos objetivos.

Como fazer?
1. Aceda ao Portal das Finanças e preencha a sua autenticação
2. Premir “Declaração Modelo 3 de IRS”
3. Premir “PreencherDeclaração”
4. Escolher “Ano 2019”
5. Selecionar uma das opções de apresentação
6. Pressionar no menu lateral esquerdo o quadro 11 “Consignação de 0,5% do IRS” do menu “Rosto”.
7. Selecionar “instituições particulares de solidariedade social ou pessoas coletivas de utilidade pública (art.º 32.º, n.º 6, da Lei n.º 16/2001, de 22 de junho)”
8. Colocar no campo NIF – 503454311
9. Colocarumacruzem IRS
10. Gravar

O que é a consignação do IRS?
Consiste em encaminhar 0,5% do IRS liquidado (imposto cobrado pelo Estado depois de abatidas as deduções à coleta) a uma entidade elegível para esse efeito.
A consignação de 0,5% do IRS liquidado não implica qualquer encargo para si. É um gesto solidário gratuito. O Estado é que terá de encaminhar da sua parte do bolo que recebeu 0,5% para a APDI. Você recebe sempre o valor que iria receber se não colocasse o nosso NIF.
Pode ainda consignar a dedução do IVA suportado mas, nesse caso, prescindem desse abatimento no IRS, entregando-o como donativo.
Obrigada pelo seu apoio.

Novidades sobre a relação entre a DII e o Covid-19

01-04-2020

O número de infectados com Covid-19 em Portugal cresce diariamente. A par dos números contamos com a atenção científica a esta epidemia e é por isso que todos os dias surgem novidades. A International Organization for the Study of Inflammatory Bowel Diseases (IOIBD) voltou a publicar um artigo com mais algumas conclusões. Saiba desde já que o risco de infeção por SARS-CoV-2 é igual para doentes com ou sem DII. Relativamente aos tratamentos efetuados e o risco de infeção, deverá ser efetuada a leitura integral do documento.

Existem, ainda assim, estudos a decorrer. Deixamos aqui a publicação da IOIBD e pode fazer download da nossa tradução. Não deixe de estar informado, continue a visitar o nosso site, facebook e instagram.

relação entre a DII e o Covid-19 / 370 KB

» Download